Igreja evangélica é flagrada com ligação clandestina
19 de dezembro de 2016 hotsite-flagrantes Daniel Castro
o prejuízo causado à Distribuidora foi estimado no valor de R$ 45.391,25

o prejuízo causado à Distribuidora foi estimado no valor de R$ 45.391,25

Assessoria de Imprensa

Na última terça-feira (13), a Eletrobras Distribuição Amazonas realizou uma ação de fiscalização visando coibir a prática de furto de energia em uma igreja evangélica, localizada na Avenida Timbiras, Bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. A operação ocorreu por meio de denúncia e teve como objetivo inspecionar a medição e o padrão de entrada do estabelecimento, onde foram encontradas irregularidades no ato da inspeção.

A ação contou com o apoio da Delegacia Especializada no Combate Ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) e Perito do Instituto de Criminalística (IC). A unidade consumidora estava ligada diretamente a rede elétrica da distribuidora. Foi encontrado no local um ramal trifásico clandestino que alimentava o imóvel, caracterizando desvio de três fases antes da medição.

Depois de constatada as irregularidades, foram adotados os  procedimentos de abertura do termo de ocorrência e inspeção e o levantamento da carga instalada, no qual o prejuízo causado à Distribuidora foi estimado no valor de R$ 45.391,25.

O responsável pela Igreja foi notificado pela autoridade policial a comparecer a Delegacia para prestar esclarecimentos sobre o ato ilícito e a unidade consumidora teve o fornecimento de energia elétrica suspenso de imediato, conforme Art. 170 da Resolução 414/2010 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A Eletrobras destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171.

Amazonas Energia S/A